Mount Rushmore
América do Norte

Mount Rushmore

América do Norte Disney – programando sua viagem! Publicado por Débora Evangelista em 12 de February de 2017

Hey people 😉 Finalmente fazendo meu post de estreia por aqui!!! Para quem não me conhece, eu sou a Deh. Se você quiser saber um pouquinho mais sobre mim, só correr >> aqui <<

Por demanda popular  dos meus amigos meu primeiro post aqui no Zerando a Vida será sobre o lugar mais mágico do mundo inteiro: Disney!!!!!

Como é impossível e cansativo tanto pra quem lê, quanto para quem escreve falar sobre o maravilhoso mundo da Disney em um post só, resolvi que essa saga será dividida em algumas etapas:

>> Programando sua viagem e dicas gerais <<

>> Magic Kingdom <<

>> Hollywood Studios <<

>> Animal Kingdom <<

>> Epcot 1 <<

>> Epcot 2 <<

 

Vocês eu não sei, mas eu cresci assistindo tudo quanto é filme da Disney, cantando todas as músicas pela casa fica aqui meu pedido de desculpas formal aos meus vizinhos e familiares e por ai vai.

 

Ao contrário do que muita gente pensa, minha primeira ida não foi na famosa viagem dos 15 anos nem nada disso… eu só fui conhecer a Disney pela primeira vez com 22 anos!!! E posso dizer com toda a certeza do mundo que foi maravilhoso; não existe limite de idade para curtir o mundo mágico criado pelo Walt Disney!

 

Vamos ao que interessa?! Pega o bloquinho de anotações e simbora pra Disney comigo haha

 

 

~ Comprando as passagens ~

 

A primeira coisa que sempre me perguntam sobre ir pra Disney é “Qual a melhor época pra ir?”. Eu sempre acho essa pergunta muito difícil de responder porque às vezes você quer ir com os filhos, sobrinhos e outras crianças que estão em idade escolar e acaba ficando refém do calendário das escolas brasileiras. Ou fica refém dos feriados para dar aquela famosa “emendada” e não gastar tantos dias de férias…

 

Particularmente, já fui no final de janeiro / início de fevereiro, final de fevereiro / início de março e julho. Dessas épocas, a única que eu não recomendo é julho. Sério. Fujam dessa época. O clima em janeiro / fevereiro e março é uma delícia na Flórida – e março tem um bônus: é considerado um mês de baixa temporada nos EUA, então é comum achar passagens mais baratas!

 

Junho / Julho… a Flórida vira o inferno na terra; as temperaturas são muito elevadas – muito elevadas mesmo – e no meio do dia cai uma chuva torrencial que vai atrapalhar toda a sua programação nos parques. Fora que é a época em que os parques estão mais cheios, logo: filas maiores para tudo (brinquedos, atrações, restaurantes, tudo!).

 

Muita gente faz a opção de ir por Miami, alugar carro por lá e terminar de chegar via terrestre. E todo mundo sempre vem com a história de “é pertinho”. Tenham em mente que não é tãaaaaao pertinho assim; são mais ou menos 380km e, apesar da estrada ser maravilhosa, sem buracos e afins, existe um limite de velocidade que DEVE ser respeitado. Então, não pensem que sua viagem vai durar 2h30…porque não vai.

 

Se você estiver viajando com crianças, repense a idéia de ir por Miami. Se você estiver viajando com pessoas que querem muito muito muuuuuuito fazer compras e acham que Miami é melhor do que Orlando pra isso, tenho duas dicas: 1) aluguem um carro com porta malas grande. 2) Vá por Miami, mas volte direto por Orlando! Assim você evita a fadiga e o stress de fazer tudo caber no porta-malas pra voltar pra Miami com todas as suas compras.

~ Alugando carro ~

 

Independente da sua escolha de ir por Miami ou ir direto para Orlando, o fato é que você vai precisar de um carro em Orlando se quiser que sua viagem renda e se quiser ter liberdade com relação a horários. O transporte público funciona, muitos hotéis oferecem transfers para os parques… mas você definitivamente não vai querer ter hora pra chegar e sair dos parques. Então, alugue um carro!!!

 

Dá pra alugar no momento da chegada no aeroporto? Dá! Mas vale lembrar que o pagamento é a vista e você vai gastar um tempinho no balcão esperando toda a papelada e contratação ser feita.

 

Dá pra alugar aqui do Brasil? Dá também! Tanto direto nas locadoras, quanto por intermédio de agências. Eu gosto de comodidade, então costumo alugar tudo por aqui e quando chego lá só apresento o voucher, pego o carro e vou direto começar a aproveitar a viagem 😀 Sempre fecho contrato de aluguel via CVC – Loja do Núcleo Bandeirante (Brasília/DF).

 

Uma coisa importante sobre aluguel de carros nos EUA que costuma pegar os viajantes de surpresa é o fato de termos que pagar algumas taxas extras chegando lá; normalmente a do pass dos pedágios e algumas de seguro de estrada (que não necessariamente você precisa contratar), aluguel de GPS e uma opção de devolver o tanque de gasolina cheio ou vazio. Então é bom ter isso em mente antes de sair daqui do Brasil. Lembrando que menores de 24 anos, se forem alugar o carro em Miami, terão que pagar uma taxa extra pela idade.  Se você for alugar aqui no Brasil, não há taxa caso você tenha 21 anos ou mais.

 

~ Hospedagem ~

 

Eu sei que todo mundo sempre sonha em ficar hospedado nos hotéis dentro do complexo da Disney (até para aproveitar as Magic Hours), mas nem sempre isso é uma opção viável ($$$$). Se o intuito é não gastar tanto e ainda assim ficar num bom lugar – tanto em termos de conforto quanto localização – a dica é procurar um dos hotéis “Disney Friendly” ou Good Neighbor Hotels; são hotéis bem próximos aos parques, que normalmente oferecem transporte em vários horários no trajeto hotel – parque – hotel e cabem no bolso 😉

 

~ Ingressos ~

 

Existem vários tipos de ingressos/pacotes; há a opção de pacote Magia a sua Maneira, a de Park Hopper e a de Park Hopper Plus.

 

Com o Magia a sua Maneira, quanto mais dias você compra, mais em conta os ingressos ficam. O pacote básico permite que você selecione até 10 dias com acesso diário a um parque temático diferente por dia (os 4 principais).

 

Se a ideia é adicionar mais flexibilidade, há a opção Park Hopper. Com o Park Hopper é possível entrar e sair de todos os 4 parques Disney quando quiser, no mesmo dia. Mas é importante lembrar que o número de visitas do ingresso Park Hopper baseia-se no número total de dias selecionados no ingresso Magia a sua Maneira. Por exemplo: se você fez a opção por 4 dias de Magia a sua Maneira com Park Hopper, você vai poder ir em dois parques no mesmo dia, mas ficará com apenas mais duas entradas para entrar nos dias seguintes. Particularmente, nao faço opção pelo Park Hopper e não aconselho – a menos que você realmente tenha pouquíssimos dias para aproveitar os parques durante a sua viagem e precise de fato fazer o esquema de mais de um parque por dia.

 

Há também a opção de Park Hopper Plus que  dá acesso a um certo número de visitas aos parques fora do circuito dos 4 principais. Com o PHP é possível visitar os parques aquáticos e outros lugares no Walt Disney World – como o complexo esportivo ESPN Wide World of Sports.

 

Os valores variam entre adultos e crianças, tipo de ingresso e quantidade de dias de entrada. Podem ser comprados no próprio parque, em lojas especializadas ou aqui mesmo no Brasil. Eu sempre compro os meus na CVC e faço a retirada na Alltour – empresa parceira deles em Orlando.

~ Fast Pass ~

 

Vou falar mais sobre o Fast Pass nos posts de cada parque, mas achei importante dar um panorama geral sobre ele. Nos parques da Disney (diferentemente dos parques da Universal e do complexo do Sea World), o Fast Pass é gratuito! Sim, você não precisa pagar por ele!!! É a melhor maneira para poupar tempo em filas e você pode garanti-lo com antecedência; agendando-o pelo aplicativo da Disney – desde que já tenha seu ingresso em mãos.

 

~ Programe-se ~

 

A ideia de programar-se é otimizar seu tempo durante a viagem. É possível verificar os calendários dos parques com antecedência, verificar horários de abertura e fechamento e programar sua visita em dias em que você pode passar muito mais tempo no complexo e aproveitar ao máximo tudo que os parques tem para oferecer.

Espero que essas dicas gerais ajudem vocês a se programarem. Qualquer dúvida, já sabem né? Manda uma mensagem pra gente 😉 Não deixem de acompanhar nossas redes sociais!

Até o próximo post,

xoxo

Débora Evangelista

Débora Evangelista


Bacharel em Letras por insistência, dona de blog por acaso. Aos 29 anos, ainda espera a carta de Hogwarts e sonha com o dia em que o Gandalf vai bater em sua porta. Apaixonada por viagens, livros, músicas e outras coisas aleatórias.

Leia também...


Comentários